Rejuvenescimento Facial

Para ajudar no rejuvenescimento da pele do rosto, uma das alternativas a ser usada é o peeling de diamante, procedimento de microdermoabrasão em que e é usada uma ponteira de diamante que desliza sobre a pele, promovendo uma esfoliação. A abrasão é controlada e dosada pelo fisioterapeuta, promovendo a remoção de uma camada superficial da pele. Este processo contribui para a melhoria da circulação e para o aumento da taxa metabólica dos tecidos, incrementando a formação de colágeno, elastina e ácido hialurônico, tornando a pele mais elástica, suave, bonita e rejuvenescida. O peeling diamantado, além de ser indicado para renovar a pele, atua atenuando cicatrizes de acnes e cravos, manchas de pigmentação e rugas finas e superficiais. O método é um procedimento pouco invasivo, além de indolor e seguro, podendo ser utilizado em qualquer tipo de pele. O processo não requer nenhum tipo de recuperação, permitindo que os pacientes retornem imediatamente as suas atividades diárias. Juntamente com o tratamento do peeling podem ser aplicadas sessões de microcorrentes para potencializar o resultado esperado. As microcorrentes são aplicadas através de um aparelho de eletroestimulação que utiliza correntes com parâmetros de intensidade na faixa dos microamperes e de baixa freqüência, trabalhando com a menor quantidade de corrente elétrica mensurável, sendo compatível com o campo eletromagnético do corpo. Assim, a microcorrente forma um campo bioelétrico natural, promovendo a revitalização e regeneração celular e também um aumento do tônus muscular onde é aplicada. O objetivo da técnica é promover a revitalização cutânea, melhorar a flacidez muscular, a elasticidade, a viscosidade e o brilho da pele. O peeling e as microcorrentes devem ser aplicados por, no mínimo, quatro sessões para ter um resultado expressivo e devem obedecer a intervalos de, no mínimo, dez dias. Durante o tratamento, é indispensável o uso de protetor solar.