Laminados de Porcelana: estética de alta qualidade

A estética é atualmente o setor de maior consumo e interesse em todo o mundo, fazendo com que a preocupação com uma aparência agradável e harmônica seja um pré-requisito para a inclusão social das pessoas. O termo “estética” soa como algo belo ou, no mínimo, interessante. Assim também acontece com a aparência do sorriso, sendo esta uma preocupação que data de muitos séculos, onde cada época tinha o seu apelo estético. No início do século XX, Charles Pincus desenvolveu uma técnica que permitia corrigir dentes escuros, curtos ou mal-alinhados no mesmo instante, através da colagem de finas lâminas de porcelana. Estas eram fixadas com uma “cola” que durava o suficiente para se ir a uma festa ou para filmar em um estúdio cinematográfico, por exemplo. A técnica passou a ser adotada por atores de Hollywood que não tinham um sorriso agradável e, que através do uso das lâminas de porcelana, conseguiam exibir um sorriso bonito e atraente durante as filmagens. Entretanto, a sua durabilidade era reduzida e em um curto período de tempo tudo voltava a ser como antes. Através desta técnica, a Odontologia passou a restaurar não só a função, mas também a estética dos dentes. Atualmente os laminados de porcelana são bastante utilizados, porém com resultados de grande longevidade clínica. O que são laminados de porcelana? Os laminados são finíssimas lâminas de porcelana que são aderidas à face externa dos dentes com mínimo desgaste dos mesmos, promovendo resultados surpreendentes e de grande longevidade. Por ser um material extremamente polido e brilhoso, a porcelana, consegue imitar perfeitamente a naturalidade do esmalte dentário, ficando com um interessante aspecto de naturalidade, proporcionando resultado idêntico aos dentes naturais do paciente. É possível selecionar cores mais claras para a sua confecção, transformando dentes muito escuros e que não responderam à técnica do clareamento, de maneira uniforme e bastante natural. Apresenta ainda a vantagem de se unir à superfície do dente através da utilização de um agente de cimentação à base de resina que permite uma união da porcelana ao dente bastante forte e duradoura.